Novas formas invisíveis de machismo e como combatê-las.

Graças a benfazeja ajuda do coletivo ThinkOlga, que luta pelo empoderamento feminino, contra o machismo e pelo tratamento igualitário entre homens e mulheres (onde as mulheres merecem sim, ser mais iguais que os homens com muito mais direitos legais, inclusive, porque devemos tratar os desiguais na medida de sua desigualdade), ficamos conhecendo formas vis de machismo, importadas direto dos EUA, Canadá e Reino Unido. Infelizmente, o Brasil é um país atrasado e a simples pronúncia destes termos, pode ser complicada para as pessoXs (lembrando que corrigir flexão de gênero é academicismo, amigX. Dê uma estudadinha em história, viu!)

Como estudo politica de gênero há alguns anos (faça o mesmo migue), atualizei a lista, com apoio de Judith Butler e leituras de Sexual Politics de Kate Millet. A primeira parte já foi publicada pelo ThinkOlga, mas a segunda é inovadora. Como não pretendo roubar lugar de fala, não enviei a lista para o coletivo. Caso elas queiram, podem encontrá-la aqui.

Lembre-se que se você é homem e pratica quaisquer das opressões machistas abaixo, pode fazer um exame de consciência e procurar tratamento adequado com psicólogos progressistas, antenados nas últimas tendências da violência de gênero.

Silvia saint, vítima de machismo
Silvia Saint, vítima de machismo: Manporning

Gaslighting – Violência emocional que faz uma mulher achar que está louca por influência de um homem, mesmo que ela seja absolutamente sã.
Mansplaining – Quando um homem tenta explicar algo a uma mulher, como se ela fosse incapaz.
bropriating – Quando um homem se apropia da ideia de uma mulher e leva crédito como se fosse dele.
Manterrupting – Quando uma mulher não consegue concluir uma frase numa discussão (muito embora, um homem que discute com uma mulher já esteja praticando violência doméstica).
Manspreading- Quando um homem abre as penas no assento do transporte público. A solução, já proposta, é a castração governamental do testículo do macho, incapaz de fechar as pernas.

Novas formas de opressão machista invisíveis:

Mansmiling- Quando um homem rir de uma mulher
Mandisagreeing Quando um homem discorda de uma mulher
Manfarting- Quando um homem solta gases na frente de uma mulher
Manstrong- Quando um homem tentar ser forte na frente de uma mulher
Manstanding- Quando um homem fica de pé, diante de uma mulher, para tentar parecer mais alto.
Manmakingsex- Quando um homem faz sexo com uma mulher
ManNotanalsex– Quando um homem faz sexo anal com uma mulher e sente nojo.
ManNotoralsex- Quando um homem recebe sexo oral, mas não quer fazer, reclamando do cheiro natural da vagina. Lembrando que a higiene quinzenal do órgão é suficiente para garantir a saúde íntima.
Manporning- Quando um homem sente prazer vendo um filme pornô.
Manfearing– Quando um homem sente medo de ser flagrado assistindo pornografia.
Manvaginalhair– Quando um homem reclama dos pelos de uma mulher. Lembrando que a mulher pode reclamar, porque do contrário, é falsa simetria.
Manpissstanding- quando um homem urina de pé
Mantalking- quando um homem fala.
Manbreathing- Quando um homem respira diante de uma mulher
Maneatingsomuch- Quando um homem come mais que uma mulher.
Mandrunking- Quando um homem fica bêbado diante de uma mulher
Manseeing- Quando um homem ver uma mulher (não confundir com manlooking)
Manlooking- Quando um homem olha intencionalmente para uma mulher
Manisnotlooking– Quando o homem não olha pra mulher e despreza sua beleza.
ManIsNotHearing- Quando um homem não ouve uma mulher.
ManSitting- Quando um homem rouba o assento da mulher no transporte.
ManinPlaceOfSpeech- Quando um homem não sabe seu lugar de fala.
ManScreaming- Quando um homem grita com uma mulher ou simplesmente grita
ManReason- Quando um homem tem razão diante de uma mulher
ManinCourt- Quando um homem processa uma mulher na justiça
ManBoringInNet- Quando um homem usa a internet para perturbar uma feminista
ManBoringAnita- Quando um homem evoca Anita Sarkeesian em memes para desqualificar a luta pelo empoderamento feminino. Anita Sarkeesian é uma gamer moralista que luta contra a objetificação do corpo feminino em videogames.

Anúncios

3 comentários

  1. Estou tentando cancelar minha inscrição no blog, porém, suas instruções são confusas, uma vez que, orienta o início do CANCELAMENTO em português, e os procedimentos seguintes em “inglês “, como não sei, está impossível Cancelar a inscrição.
    Peço que descontinue a minha inscrição.

    Obrigado,

    Jaques

    Enviado do meu iPad

    >

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s