Como a Esquerda frauda estatísticas

Não vou me estender muito, mas o resumo da Opera desse artigo (http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2015/10/1697485-mudar-metodologia-pode-tornar-crivel-quase-qualquer-tese-afirma-nature.shtml) é o título acima. Pesquisas de movimentos racialistas, feministas, LGBTs, indigenistas e socialistas (vide o caso da tal “prosperidade” da saúde e educação cubanas, atestadas pelos matemáticos do regime ditatorial). Pesquisas estatais, de ONGs… enfim, de qualquer grupo de interesse, são 99% falsas. Não há metodologia séria, há clara adulteração de dados, manipulação das margens de erro, apelo a sensibilidade do povo (argumentum ad populum) etc.

Mario Balotelli
Mario Balotelli recebeu cartão vermelho em ato racista ou por merecimento. Nunca saberemos, mas a esquerda já tem uma resposta certa… foto: David W Cerny – 7.jun.2013/Reuters

Este modus operandi, utilizado por Stálin, Lênin, irmãos Castro, Hugo Chávez, Maduro, Kim Jong-Un, dentre milhares de ditadores e engenheiros sociais, é aplicado a pleno vapor no Brasil pelos institutos de pesquisa (IPEA, IBGE, ONGs etc), para fraudar números econômicos do país, fraudar as quedas de produção e falência do mercado varejista, fraudar estatísticas de homicídio (diminuindo-as) e os números do fiasco desarmamentista. Fraudar estatísticas de aborto e estupros (aumentando, nos dois casos, para até 500.000), crimes de racismo, percentis da faixa populacional negra e indígena do país, ocultar 91,6% dos casos de homicídio contra homens e explicitar os 8,4% contra mulheres; fraudar estatísticas sobre doenças etc.

Enfim, a mentira estatística tem por objetivo resvalar na imprensa, ricochetear na percepção pública e, principalmente, na dos políticos. Para que novas leis sejam criadas e mais divisão social e atentados a isonomia permeiem o país. É uma estratégia gramscista muito eficiente, com farto apelo as emoções mas que custará muito caro a sanidade de nossa sociedade em todos os aspectos.

Anúncios

Um comentário

  1. E 102% das estatísticas mostradas por blogs são falsas.

    Afinal, blogs (especialmente os blogs políticos) são fontes de informação de altíssima credibilidade, avessos a qualquer tipo de conspiração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s