Mais degradação humana na Marcha das Vadias de Recife

Mais um espetáculo de degradação humana na cidade do Recife. Depois de 15 anos de esquerda no poder, a cidade é uma ruína: trânsito letárgico, centro destruído, miséria em todo lugar. Desde que João Paulo tomou as rédeas da cidade, miraculosamente, numa eleição perdida no ano de 1999, porque o adversário de centro-direita, Roberto Magalhães, surtou e saiu armado, invadindo a redação do Jornal do Commercio para ameaçar o jornalista Orismar Rodrigues, devido a uma nota sobre o veto a instalação de uma escultura fálica de Brennand no Marco Zero. Tivesse Magalhães tomado um calmante, nada disso teria acontecido e teria ganho a eleição.

Hoje, o que é a “Piroca de Brennand”, jocoso termo pelo qual seu monumento é conhecido, a despontar impávida do horizonte da Cidade Mauricia, no Marco Zero, senão um adorno inocente e pudico diante do festival de grossuras e agressões verbais, baixo-calão e auto-vitimização da Marcha das Vadias? Desde que começaram a introduzir cruzes e santos nos ânus e vaginas, sob o completo e abjeto silêncio da totalidade da imprensa, as coisas desandaram. A Marcha não consegue mais concentrar nem 1000 pessoas, devido a rejeição da própria comunidade feminina. A maioria das céluas refratárias é composta por ongueiros (as), comunistas e universitários sustentados pelos pais, quando não aparecem com algum iPhone ou o último Galaxy da moda, a serem penitenciados diante dos santos Theodor Adorno e Simone de Beauvoir.

Em 2015 a coisa desandou de vez,  do Derby a Conde da Boa Vista, o festival de grossuras e atentados ao pudor não foram bem vistos pela população que reagiu emotivamente, coisa que não deveria ter feito, e não se faz com vitimistas patrocinados pela imprensa. Segue comentário de testemunha ocular, mulher, no Diário de Pernambuco (jornal claramente favorável ao manifesto, de modo gritante e panfletário, mesmo), cujo nome preservo,:

Um absurdo foi o que estava acontecendo. No jornal postam que foi pacífico e tal, mais pra mim que estava passando na hora me surpreendi com a tamanha falta de respeito por partes destes manifestantes , muitos destes batendo nos ônibus e despedidos[sic] na rua aonde pais e mães transitavam com seus filhos. Quer respeito? Respeite o outro e faz parte disto não expor a sociedade a manifestações pornográficas em plena tarde. Ver noticiado algo que na realidade não ocorreu como estão mencionando e quem estava na hora do ocorrido presenciou a tamanha falta de respeito por parte dos manifestante[sic]. Um absurdo!!!!!!!!!!!

O que o jornal disse, mentindo e jogando seus tradicionais panos quente da esquerda hipster jornalística? “Apesar da tensão, a marcha seguiu o percurso. Igualdade de direitos entre os sexos e luta contra o machismo são algumas das bandeiras levantadas pela Marcha das Vadias.”. Bobagem, não se vende livro ruim com capa feia, todo livro canhestro tem uma capa com manta envernizada. Estas pessoas deixaram de lutar contra a violência há muito tempo, estão lutando por uma ditadura, a ditadura do feio, da opressão inversa. Pelo postiço direito de andar sem roupa pelas ruas, agredindo mulheres, crianças e idosos com cenas lamentáveis. Enquanto os demais, o resto de nós, têm de se vestir muito bem para ir trabalhar. Lutam contra uma suposta cultura de estupro, num país onde estupradores são linxados nas ruas a menor acusação. Certamente os camelôs não serão acusados de assédio, porque não são parte da elite opressora. A culpa é nossa, o resto de nós, que estava em casa. Quanto às manifestantes, elas não estão lutando pelo porte de armas para mulheres, muito mais justo, nem pela castração química de estupradores. Algo justíssimo.

Querem acoçar a sociedade trabalhadora, conforme o relato de uma feminista que enxerga homem em todo lugar, como demônios brotando do chão. “[…]não vamos tolerar que homens façam gestos obscenos, alisem e provoquem as mulheres. A gente luta contra isso”. Gestos obscenos, de certo, é exclusividade de vocês. Aliás, por obsceno, não devemos entender enfiar santos no ânus e vagina (ver figuras abaixo), em plena praça pública. Isso é só o protesto educado dos Guerreiros Sociais. No fundo, o Diário sabe disso. No fundo, todos sabemos. Mais uns fingem e outros são sínceros.

PS.: As imagens abaixo são da Marcha das Vadias de 2013 e são mais fortes que gestos obscenos com dedos, proíbidos pelos vitimistas. Não é recomendado para os mais fracos e foram extraídas do site Implicante. É isso que a manifestante entrevistada no Diário não entende por gesto obsceno? Ou gestos obscenos são os dos outros. Como disse Flavio Morgenstern, estas pessoas não enxergam quem está fora de seu círculo como seres humanos dignos de direito.

Marcha das Vadias 2013
Marcha das Vadias 2013 – Festival de intolerância, ignorado pela imprensa.

marchadasvadias_cruzanus

marcha-das-vadias-santa

marcha_foda-se_jmj-300x200

marchadasvadias_cruzanus

Fontes:

http://www.diariodepernambuco.com.br/app/outros/ultimas-noticias/46,37,46,11/2015/05/30/interna_vidaurbana,578985/quinta-edicao-da-marcha-das-vadias-ocorre-no-recife.shtml

http://www.implicante.org/artigos/marcha-das-vadias-contra-o-papa-a-logica-interna-do-feminismo/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s