Dr. Drauzio Varella: A vanguarda… do retrocesso!

Não vou entrar na questão espiritual, sobre o Dr. Drauzio ser um ateu, agnóstico, ou o que seja. Isso não vem ao caso. Mas na questão da medicina fálida e decadente que o Dr. Drauzio Defende: Um modelo que retira dezenas de drogas tóxicas, anualmente, do mercado por pressão de órgãos como ANVISA e FDA. Vou falar das estatísticas dos sistemas de saúde Americano e Chinês: nos EUA morrem mais pessoas de diabetes, câncer e iatrogenia (erro médico mesmo), do que nos países orientais onde a fitoterapia e acupuntura são usadas. Ele diz que “não há provas” que ratifiquem essas práticas. Mentira ou ignorância? Esse homem é um manipulador ou um néscio? Vou mostrar que há provas! Provas inconvenientes, como verdades indesejadas…

Ele sabe que existem milhares de artigos científicos comprovando e discutindo a eficácia da medicina ortomolecular, homeopática e fitoterápica, publicados no repositório Pubmed com peer review. Vergonha nossa: a maioria estrangeiros, porque os europeus e americanos estão mais interessados em nossa flora que nossos “doutores”. Mas ele usa a imbecilidade dos formadores de opinião do Brasil para impor e defender seu modelo caduco de medicina, ancorado na indústria farmacêutica. É um ardil diabólico, porque a medicina boa é aquela que trata o paciente e não a que interessa aos cofres da indústria farmacêutica e sua máquina de patentes.

Ele usa esses “papagaios de pirata” da Rede Globo para impor seu modelo espúrio. As provas estão publicadas na Biblioteca de Saúde Americana (Pubmed). Entre lá e procure informações sobre homeopatia, acupuntura, ortomolecular e plantas diversas. Botox, a citar, é um tratamento natural provindo da toxina botulínica para doenças neurológicas que, gente  ignorante como o Dr. Drauzio, dizia, 40 anos atrás, que não funcionava. Morfina é um opióide natural extraído da papoula. Capsaicina é um análogo vanilóide extraído da pimenta e utilizado em neurologia com muito sucesso.Todos os estudos estão sendo conduzidos no exterior, porque a medicina brasileira, que o Dr. Drauzio defende, é a 125ª pior do mundo segundo a OMS (2005) e não tem interesse em moléculas naturais, apenas em importá-las dos EUA. Dr. Dráuzio é um atraso da saúde pública. Ele é o retrato estereotipado de milhares de médicos atuantes no Brasil que não diagnosticam, não tratam e não curam. Felizmente, há boas exceções.

A Medicina Cartesiana é a medicina de UTI, aquela que trata pacientes em situação de urgência. Ela vem falhando miseravelmente na prevenção e tratamentos de doenças crônicas, dores intratáveis e moléstias degenerativas. Erros médicos e procedimentos grosseiros, como as cirurgias de artrodese em pacientes com dor tolerável, varicocele e cesarianas feitas a rodo, estão engessando o setor público e enriquecendo médicos inescrupulosos. Coincidentemente, as melhores descobertas vêm de tratamentos naturais e autólogos, como os provindos das células-tronco e plasma rico em plaquetas (PRP). Obviamente, o Dr. Drauzio está na vanguarda da retaguarda, visto que suas pesquisas, seja lá do que for, não deram em nada.

Leiam:
 http://www.ecomedicina.com.br/site/conteudo/tema7.asp

PEGA NA MENTIRA!

Sobre a suposta a “ausência” de provas a respeito da medicina alternativa que os “varellianos” apontam:
Instituto de Sáude Americano NCBI:

Orthomolecular – 245 artigos – http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=orthomolecular

Acupuntura – 21136 artigos – http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=acupuncture

Homeopathy – 4939 artigos – http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=homeopathy

Naturopathic Medicine – 1219 artigos – http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=naturopathic+medicine

Sobre o Dr. Drauzio Varella, o Pubmed retorna apenas 8 resultados, a maioria de estudos epidemiológicos redundantes, com quase 20 anos.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed?term=Varella%20D%5BAuthor%5D&cauthor=true&cauthor_uid=15967144

Anúncios

13 comentários

  1. Muitas das terapias tem artigos científicos que comprovam sua eficacia, mesmo assim sofrem o preconceito e são tachadas como “não presta”, placebo e blá blá blá, olha eu sou da área da saúde e sou bastante cético sobre esse assunto. Ao meu ver a Medicina Ocidental hoje perdeu muito da sua essência,quando vamos a uma consulta o médico mal olha paciente, pergunta o que tem olha em seu “livro de medicamentos” e prescreve o medicamento. A Medicina hoje esta vendida totalmente ao a industria farmacêutica, não é conspiração é apenas um fato. Na minha humilde opinião, o modelo cartesiano alopático é indispensável para o tratamento de varias doenças, assim como a Medicina Intervencionista, porém as terapias alternativas tem muito a oferecer só quem viu os dois lados da moeda vai entender o que tenho a dizer o ideal seria troca de saberes sem todo esse preconceito e discursos de ódio de ambas as partes. As pessoas odeiam o que desconhecem, e ninguém é dono absoluto da razão.

  2. Olá. A lista de referências no NCBI que o sr trouxe com relação à homeopatia traz inúmeros artigos que constatam a ineficácia desta prática. Ela é ineficaz porque baseada numa teoria anterior a descobertas fundamentais da fisiologia e microbiologia, talvez, não por um paradigma diferente da medicina ocidental. Hahnemann era europeu, e lá fez seus estudos, coadunando seus pensamentos com aquela academia.
    A medicina oriental tem muito a ensinar ao modelo ocidental. Técnicas como a acupuntura, por exemplo, têm base fisiológica. Mas vivemos uma cultura é uma maneira de pensar o mundo é o homem diferente do modelo oriental. Com o encurtamento das distâncias e da troca de informações, os costumes mudam, os homens passam a fazer novas opções. Esse modelo muda, e para melhor. Somos capazes disso.

    • Sim, é verdade Rodrigo Cruz. O conceito de Hahnemann não era de de todo errado. “Semelhante cura semelhante”, poderia ir ao extremo da dessensibilização: Para curar uma dor neuropática, lesione o nervo até ter uma neurotomia. Para extirpar uma inflamação, remova o órgão (o apêndice, por exemplo). Mas as diluições jogaram a homeopatia em total descrédito. O fato da homeopatia funcionar, e nesse caso o Varella não está de todo errado, é porque o médico ao menos não piora o quadro do paciente. Quantos pacientes chegam com uma dor nas costas curável com repouso e recebem uma cirurgia de coluna? Quantos quadros de depressão sazonal são curáveis com um passeio. O paciente entra num prozac, fica num ciclo vicioso e só piora. Obrigado pelo comentário.

    • Quando vcs oe seus filhos ou seus pais ou entes queridos, tiverm um câncer não vão atras da medicina convencional. Vão procurar homeopatas, chantrismo, floris e outras charlatanices.

  3. Defendendo homeopatia. Era só o que faltava.

    Por que você não deixa a CIÊNCIA de lado e continue a ser o que você sempre foi: Um dizáiner reaça boçal e ignorante, né Bebeto Maya?

    • Desde quando Drauzio Varella representa CIÊNCIA, Varley? Por que você não deixa a ciência de lado e vai puxar o saco do veio? Enquanto nos EUA as pessoas cultuam Carl Sagan, no Brasil boqueteam Drauzio. Como vocês são decadentes.

  4. Voce ja viu a “lei dos semelhantes” da homeopatia?Ex:Semelhante cura semelhante. Usando o glúten em homeopatia podemos ajudar o organismo a expulsar o excesso do glúten em nosso organismo

    • UAU!! Então vou usar solução homeopática do vírus da AIDS para expulsar o virus da AIDS do organismo de um aidético.

      Genial.

      • Creio que nem uma coisa nem outra. Temos que ver os estudos científicos e verificar o que tem validade. Hoje, terapias imunomoduladoras chamadas vacinas, feitas com cepas de vírus vivo são uma esperança, antigamente, eram “loucura”.
        .
        Existem muitas terapias naturais, que são na verdade remédios biológicos, usados para tratar doenças, como Botox, por exemplo. Drauzio Varella é obscurantista, porque mistura tudo no mesmo balaio e diz que “nada presta”.
        .
        Ele ficou frustrado depois que fez umas viagens para achar remédios naturais em florestas, utilizando uma metodologia tosquíssima, e nada conseguiu. Porém, Victor Siaulys, um presidente da Aché, descobriu inusitadamente que o conhecimento popular pode ter validade científica, quando ao utilizar uma medicação natural a base de erva-baleeira de uma “garrafada”, tratou uma lesão obtida em partida de futebol com sucesso. Posteriores pesquisas, mostraram que a Cordia verbenacea é um anti-inflamatório natural, mais forte que o diclofenaco. E hoje temos um produto chamado Achéflan no mercado.
        .
        O mesmo conhecimento popular que o “Dr. Drauzio” despreza, foi empregado em benefício da ciência. Por isso, Drauzio é um excelente escritor de romances e um péssimo cientista. Devido ao preconceito ardente em seus olhos.

      • AHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!! Como eu dou risada com homeopaticuzinhos ridículos como você. Quando é conveniente, a malvada indústria farmacêutica presta, né?

        Isso aí que vc disse da Aché e das vacinas envolveram laboratórios e pesquisas científicas. Essas duas coisas são MUITO, mas MUITO diferentes do que essas bobajadas pseudocientíficas que vc se agarra de garrafada, homeopatia, acupuntura, terapia ortomolecular e medicina alternativa.

      • Usuário de adblock… De certo não há provas científicas para garrafadas, mas a cultura popular inspira cientistas a procurarem remédios em plantas e nestas garrafadas, para refinar ou sintetizar o princípio ativo.
        .
        Sabia-se que a pimenta aliviava dores articulares, mas nao havia provas, descrobriu-se que é devido a capsaícina, uma poderoso análogo vanilóide. A sabedoria popular não pode ser desprezada por preconceitos totalitaristas, ela só precisa passar pelo método científico. Ignorar tudo, é o que faz os céticos de conveniência, como o Drauzio.
        .
        Se você conhece um pouquinho de farmacologia, sabe que não existe “remédio natural”, a classificação hoje é muito mais abrangente, e já exclui os preconceitos: Existem remédios biológicos e sintéticos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s